rádio; serviço social; comunicação; radio web; web radio; sucessos; playlist; comunicação; cultura; desenvolvimento social; educação; expressão; pesquisa; radiocomunidade; radiocomunidadefm; radiocomunitaria; radiofm;

Bom dia! Hoje é segunda-feira, 21 de agosto de 2017 | 11:02

APÓS "CALMARIA", CRACOLÂNDIA VOLTA A TER CONFLITOS / Radio Comunidade - A Radio do Povo
Imprimir matéria

02/08/2017 [14h47] | Cotidiano

APÓS "CALMARIA", CRACOLÂNDIA VOLTA A TER CONFLITOS

Lojistas chegaram a fechar portas para evitar invasão de usuários de drogas, que fizeram barricadas e fecharam uma rua
APÓS

 Depois de algumas semanas de relativa calmaria, a Cracolândia voltou a ter conflitos entre forças de segurança e usuários de drogas, levando comerciantes até a fechar as portas na tarde da terça-feira (01/08), para evitar invasões. Tudo começou anteontem durante a limpeza que as equipes da prefeitura fazem na área diariamente. Houve confronto e usuários atearam fogo a barracas. Ontem, a área amanheceu muito suja. Os usuários se concentravam na rua Helvétia. Eles fizeram uma barricada com caçamba de lixo da prefeitura e bloquearam o tráfego na via entre as alamedas Cleveland e Barão de Piracicaba. Também atearam fogo a materiais. Comerciantes da avenida Rio Branco foram orientados a baixar as portas. Havia uma negociação para que eles desocupassem a rua. A tensão continuou até o início da tarde. Eles foram para a praça Júlio Prestes e deixaram um rastro de sujeira atrás de si. No meio da tarde, houve um corre corre de usuários de drogas pelo centro e alguns lojistas da rua Santa Ifigênia também fecharam as portas, com medo de invasões. "Fazia umas três ou quatro semanas que não fechávamos", disse a vendedora uma das vendedoras, que trabalha em um comércio de eletrônicos da rua. O prefeito João Doria (PSDB) disse que o problema não será resolvido da noite para o dia, mas que a prefeitura não vai admitir montagem de barracas na área. "Cada vez que alguém erguer a barraca, a Guarda Municipal e a Polícia Militar vão lá retirar de forma suave. Se não for possível, vão ter que retirar "no pulso". Onde tem uma barraca, tem o tráfico", afirmou.



Fonte: Jornal O Metro

Comentários

Outras matérias

RECADOS

  • Rodrigo | São paulo - SP

    Oi boa tarde queria que tocasse chorão LB Réu e oferecessem para a geovanna minha namorada obrigado

    20/08/2017 às 12h07

  • Lilian | São Paulo - SP

    Donny!!! Estou por aqui!! Parabéns meninos pelo trabalho! ???

    19/08/2017 às 18h55

  • Magali | Sao Paulo - SP

    Que programação mais do que especial com o Samba da Vila!!! Samba sem igual!! Pergunta: vocês acreditam é possível o re...

    19/08/2017 às 17h17

Escrever recado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Rádio Comunidade - Uma iniciativa sem fins lucrativos do CEDESC PQ. FERNANDA para o Desenvolvimento Cultural e Social.
0%
KF Sites.com.br